Queda de árvores – procedimento de remoção

Desde novembro de 2014, a Prefeitura do Campus USP da Capital (PUSP-C) tem mobilizado sua área de Gestão de Áreas Verdes na remoção de árvores e galhos caídos devido às fortes e recorrentes chuvas e ventos. A Cidade Universitária teve cerca de 20 quedas de árvores, além de outros resíduos vegetais espalhados em suas vias.

queda de árvores

Os procedimentos de remoção envolvem elaboração de registro e comunicação aos órgãos ambientais do município. Assim, o tempo de remoção de cada indivíduo arbóreo varia muito, e segue critérios de urgência, como porte da árvore, local da queda, se afeta outros serviços, por exemplo, queda em rede elétrica, já que envolve acionamento de outra empresa.

Assim, contamos com a colaboração de todas as Unidades para atentar ao procedimento a seguir em casos de queda deárvores ou galhos grandes em suas Unidades:

1. Providenciar foto do exemplar arbóreo ou do galho antes da sua remoção, para comprovar aos órgãos ambientais que a árvore ou o galho caíram devido às chuvas e não por corte ou poda
2. Informar o local da queda
3. Informar data da queda
4. Informar se a queda interrompeu ou afetou outros serviços no prédio
5. Informar se a queda obstruiu calçada, via ou estacionamento.

• Caso a Unidade possua serviço de manutenção de áreas verdes contratado, é necessário informar o nome da empresa e a data da remoção da árvore/galho para Eng. Marcia (marciarm@usp.br) ou Eng. Leonardo (leonardoav@usp.br).
• Caso a Unidade deseje solicitar o serviço de remoção para a PUSP-C, o pedido deverá contemplar os procedimentos acima e ser feito via USPAtende.

Com esses cuidados, a Prefeitura poderá acionar sua área de Emergências e Risco, para intensificar as vistorias no local buscando prever acidentes e agilizar serviços como poda e corte previamente. Além disso, essas informações são de elementar importância para elaboração de registro a ser enviado à Prefeitura do Município, evitando autuações e buscando tornar mais rápidos os procedimentos de remoção.

Para mais esclarecimentos, entre em contato com o Serviço Técnico de Gestão Ambiental (3091-4891).

Publicado em 20/01/2015